Um pouco sobre mim

Minha foto

Tendo exercido atividades nas áreas de Administração de Bens, jornalismo, marketing, agricultura e mineração. Atualmente se dedica a produção de livros, tendo traduzido para o idioma português as obras: "Os Deuses Atômicos", "O Irmão Branco", "Fraternidade" e "AUM". É de sua autoria "O Livro da Lei para o Povo Suplicante". Pratica Astrologia Esotérica, ocultismo e exerce atividades como: escritor, palestrante e atividades sociais.

Idiomas

English French German Spain Italian Dutch Russian Hindi Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Um pouco sobre o Blog ...

Este Blog abrange todo o nosso aprendizado nestes 54 anos de estudos onde percorremos as escolas compreendidas pelo espiritismo, cristianismo, teosofia, budismo, zen-budismo, hinduísmo, rosa-crucianismo e gnose, não descurando da astrologia, astronomia e todas as ciências físicas com suas derivações.

domingo, 10 de março de 2013

O MOMENTO ATUAL DA HUMANIDADE E O OBJETIVO SUPERIOR DA MAÇONARIA E DAS FRATERNIDADES ROSA-CRUZ



“O trabalho que se realiza dentro do “Triângulo Superior” que dirige a evolução da vida na face da Terra terá por resultado a Primeira Iniciação, ou seja, O NASCIMENTO DE CRISTO na caverna do coração, como cerimônia fundamental da NOVA RELIGIÃO MUNDIAL”

“ELE virá indefectivelmente quanto se tenha, em certa medida, restabelecido a PAZ” 

“O único motivo que poderia deter SUA Manifestação seria o fracasso da humanidade em preparar o cenário (“cenáculo”) mundial para tão magno acontecimento (“Preparai o caminho do Senhor; endireitai as suas veredas”)

Mestre Djwal Kuhl – O Tibetano


Este artigo tem como objetivo chamar a atenção de todos  os membros componentes das Lojas Maçônicas e das Fraternidades Rosa-cruz de nosso País para  alguns  fatos que sucederam nos céus de nosso Planeta, que parecem esquecidos, fatos esses que necessitam de uma observação mais acurada por todos nós, pois existe muita concordância entre eles e o que se encontra no Evangelho.

Senão vejamos:

a) em Mateus, no capítulo 24, podemos ler o seguinte:               
(O princípio das dores)

“Vede que ninguém vos engane. Porque virão muitos em meu nome, dizendo: EU Sou o Cristo e enganarão a muitos.
....porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os eleitos. E certamente ouvireis falar de guerras e rumores de guerra; vede que não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mais ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino e haverá fome e terremotos em vários lugares; porém tudo isso é o princípio do fim. Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos. Aquele, porém que perseverar até o fim, será salvo”.


Estas profecias constam do Evangelho Cristão e, se meditarmos um pouco sobre este assunto, veremos que tudo isto está presente em nossos dias.
As guerras e os rumores de guerra não cessam nas manchetes dos jornais; se atentarmos bem, muitas vezes vamos presenciá-las também presente dentro de nossos lares, em nosso ambiente de trabalho e até mesmo dentro da organização religiosa a que pertencemos.  A fome parece imperar no mundo e o número dos que não conseguem o pão de cada dia aumenta cada vez mais.
Outro fato que chama atenção é o número de terremotos e fenômenos atmosféricos como tufões, surgimento e desaparecimento de ilhas, explosão de vulcões e um desequilíbrio total do clima no Planeta, nisso incluindo a diminuição da camada de ozônio e o aumento da temperatura do globo com o conseqüente degelo das calotas polares.
Os escândalos se sucedem e parece que realmente a iniquidade venceu o amor entre os seres humanos, visto que a desconfiança, o ódio e rivalidade imperam em todos os lugares.
Os falsos Cristos estão aí, entronizados pela ignorância da Humanidade, que continua procurando alhures, fora de si mesma, Guias que muitas vezes não têm condições nem mesmo de guiarem a si mesmos. Espera ansiosamente a volta daquele que jamais a abandonou, pois o Cristo Real e Verdadeiro sempre esteve conosco, pois mora em nossa Cruz humana, dentro do templo de nosso coração.
E o citado capítulo do Evangelho continua confirmando a transcendência e o valor da profecia em estudo quando, no versículo 30 diz textualmente:     

“... então aparecerá no Céu o sinal do Filho do Homem”

Poderíamos perguntar: Que sinal seria esse?

Em primeiro lugar, é preciso que saibamos que a palavra sinal e signo tem o mesmo valor indicativo; sua tradução do grego por sinal foi mais “católica” do que devia, pois seu sentido real encerrava o de signo zodiacal, o que nos permitiria ler o versículo da seguinte forma:

“... então aparecerá no Céu o signo do Filho do Homem”

E qual é o signo do filho do Homem?

Entre os astrólogos e aqueles que estudam Astrologia como ciência espiritual é sabido que o Signo de Aquário é representado por um Homem que derrama, de um cântaro que tem sobre os ombros, eflúvios espirituais (não água) sobre o planeta Terra. E isto  pode ser perfeitamente entendido  pela análise fria e científica do versículo, comparando-o com outra citação evangélica contida em:

Lucas 22: 7 a 13 e Marcos 14:12/16, onde lemos o seguinte:

“Ao entrardes na cidade encontrareis um homem com um cântaro d’água; segui-o até a casa em que ele entrar e dizei ao dono da casa: “O Mestre manda perguntar-te: onde é o aposento no qual hei de comer a páscoa com meus discípulos”.
Ganimedes - Símbolo do Signo de Aquário

Ele, então, vos mostrará um espaçoso cenáculo mobiliado. Ali fazei os preparativos.
Ora, sabemos que na época deste acontecimento evangélico, um representante do sexo masculino, ou seja, um homem, não podia ser visto carregando um cântaro d’água, atividade exclusiva de mulheres, o que o Mestre Jesus não desconhecia. Portanto, o versículo e a ordem nele implícita, não podiam se referir a um fato mundano daquela época. 
Estudado, entretanto à luz da Ciência Espiritual podemos vislumbrar nele, um sentido oculto, que se manifesta como uma profecia, que se realiza nos dias em que estamos vivendo.
Senão vejamos: Neste capítulo do Evangelho fica claro os seguintes pontos:
a)    o homem com um cântaro d’água refere-se à Ganimedes, o símbolo zodiacal da constelação de Aquário, representado por um homem com um cântaro no ombro, cujo conteúdo é derramado sobre a eclíptica solar.
b)  A festa a ser comemorada é a Páscoa, ou Pessah, significando a comemoração da passagem pelo Mar vermelho realizada pelos Judeus, depois do cativeiro sob o jugo de Faraó.
c)   Isto posto, podemos seguramente deduzir que a mensagem contida no ensinamento evangélico é a promessa de nova manifestação da energia Crística quando da passagem da Era de Peixes para a Era de Aquário, quando:

“... então aparecerá no Céu o signo do Filho do Homem”

Ele viria, num novo cenáculo, ou seja, em novas condições, num mundo novo ou renovado, “comer a páscoa”, isto é, comemorar a passagem da Era de Peixes para a Era de Aquário, com aqueles que foram salvos do jugo da ignorância, inaugurando uma nova etapa da jornada humana na face da terra, objetivando outro tipo de progresso espiritual para o Planeta Terra.
É importante notar, também, que tudo isto será realizado em Jerusalém e Jerusalém significa a Casa ou Cidade da PAZ, condição imprescindível a ser instaurada na Terra para que esta manifestação possa ocorrer durante a Era de Aquário.
Mas não terminam aqui, as comprovações sobre a necessidade dos Maçons e frateres e sórores Rosa-cruz estarem atentos aos grandes fenômenos que estão ocorrendo nos céus e que comprovam perfeitamente a importância do momento que estamos vivendo na face da Terra.
No dia 5 de fevereiro de 1962, tivemos um acontecimento singular em nosso sistema solar: 7 Planetas (Mercúrio, Vênus, Terra, Lua, Marte, Saturno e Júpiter e também o Sol estavam no signo de Aquário, exatamente na Casa 11, a Casa de Aquário, regida por Urano. URANO, mesmo, estava no signo de Leão, regido pelo Sol e Netuno estava em Escorpião, o signo das transformações e do renascimento espiritual.
No dia 13 de Janeiro de 1996, também tivemos outro acontecimento celeste, que também consideramos muito importante para a vida do homem no planeta Terra: O planeta Urano, que em Astrologia Esotérica é o próprio veículo substitutivo do Sol para o Planeta Terra e regente da Era de Aquário entrou no Signo de Aquário, onde permaneceu durante alguns anos, passando posteriormente por 7,5 anos em Peixes e atualmente está no Signo de Áries desde 2010.
No dia 29 do mês de janeiro de 1998, o Planeta Netuno, regente da Era de Peixes, que regeu os destinos da humanidade durante estes últimos 2.000 anos, penetrou no signo de Aquário e ali permaneceu até 1/2/2012 regressando então para Peixes, signo de sua regência onde está no momento.
A singularidade deste fato está em que, neste mesmo dia, quando Netuno chegou a Aquário, lá encontrou também os Elementos mais representativos do nosso Zodíaco: o Sol, representando O Criador ou Deus de nosso sistema; a Lua, representando o aspecto materno da criação, ou seja, a mãe; Júpiter, regente de tudo aquilo que concerne a Religião, a Justiça e ao crescimento espiritual do homem na face da Terra e também Urano, o Regente da Nova Era, a Era de Aquário, que substitui a Era de Peixes, regida por Netuno, época do aparecimento do Cristianismo em nossa cultura.
Tudo isto aparece à nossa imaginação como se o Grande Ser, cuja vida anima o Planeta NETUNO, viesse entregar o Bastão de comando, exercido durante os últimos 2.160 anos, ao Grande Ser cuja vida anima o Planeta Urano, para que este exerça a totalidade de sua força e Poder sobre os destinos da humanidade nos próximos 2000 anos.  Isto acontece perante o Grande Ser no qual vivemos, nos movemos e temos o nosso Ser, ou seja, O SOL QUE ESTÁ POR TRÁS DE NOSSO SOL VISÍVEL, o nosso Pai que está no céu, pois sem ele a vida não existiria no Planeta; isto acontece perante o Senhor das Religiões, o Grande Ser que anima a vida no Planeta Júpiter e Aquela que representa, para nós, a mãe Natureza, a Lua, tão importante nos períodos cíclicos da vida atual no Planeta Terra.
Desta forma podemos concluir que as profecias estão se realizando, com grandes sinais acontecendo sobre nossas cabeças e, entretanto, continuamos perdidos em nossos quefazeres mais inferiores, sem compreender a grande oportunidade que nos está sendo dada para colaborarmos para um mundo melhor e uma HUMANIDADE mais consciente neste Planeta.
Todos podemos fazer alguma coisa e o que fizermos para que a PAZ se faça na Terra aparecerá como grande colaboração de nossas almas dentro deste processo grandioso do qual estamos participando.
A Maçonaria deve trabalhar nesse sentido. É preciso que os Maçons e os Rosa-cruz passem a sair de seus Templo olhando para o céu, procurando não esquecer jamais que estamos vivendo sob as forças da Era de Aquário, Signo do Filho do Homem, o Cristo de Deus. Com esta lembrança devem, primeiramente, fazer a paz em si mesmos, depois dentro de seus lares, entre seus irmãos e amigos, entre seus inimigos e, por fim, em todas as manifestações de vida que encontrar. Assim procedendo, a Maçonaria e a Fraternidade Rosa-Cruz estarão trabalhando para que a paz do CRISTO REINE NOS CORAÇÕES DE TODOS OS HOMENS.
As promessas do Cristo, contidas no Evangelho estão sendo cumpridas. Façamos a nossa parte entesourando em nossa rotina os novos pensamentos da Era de Aquário que expomos em seguida:

Pensamentos sobre a ERA DE AQUÁRIO

Durante a Era de Peixes aprendemos ou deveríamos ter aprendido a expressar o Amor Divino através do perdão, da tolerância, da compreensão e pelo sentimento da fraternidade, ou seja, de que todos somos irmãos e temos um único Pai. Estas foram as qualidades, que a Igreja Romana tentou transmitir dentro de sua ótica devocional e, da mesma forma que os povos asiáticos vivenciaram sob o aspecto do fanatismo religioso, resultando tanto nas perseguições religiosas como na ignorância dos povos ocidentais da verdadeira mensagem do Cristo.


Na Nova Era

O homem precisa se conscientizar do Plano de Deus (o Logos Solar do nosso sistema) e colaborar conscientemente com esse plano, que será demonstrado através da Maçonaria, da Fraternidade Rosa-Cruz e demais Sociedades espiritualistas, pela exposição de seus princípios básicos.
A preocupação ou o objetivo do homem mais evoluído não deverá estar mais focalizado em si, em sua pessoa, nem nas conquistas das qualidades que possam permitir-lhe um progresso objetivando alcançar um “céu” mais venturoso e feliz ao findar sua vida ou, ainda em se sobrepor, pelo seu maior desenvolvimento, aos seus irmãos do caminho.
Agora, o homem deve aprender a esquecer de si e trabalhar para o progresso da comunidade em que vive, afastando o enfoque do desenvolvimento pessoal para colocá-lo no progresso do grupo. Ao proceder assim, conquistará aquilo que durante muito tempo tentou fazer através de práticas espiritualistas isoladas que não se coadunam mais com a NOVA ERA e pertence a época devocional relativa ao Cristianismo.
O Homem passará a vivenciar um organismo mais complexo, porém com muito maior força espiritual, capaz ensejar realizações que fogem a nossa expectativa de avaliação, mas que, por analogia, já podemos vislumbrar quando apreciamos os trabalhos dos grupos, hoje realizados pelas diversas igrejas, centros espíritas e organizações ritualistas em geral.
A essência das Verdades ensinadas pelo Buda e pelo Cristo constituir-se-ão a base da vida e do pensamento humano para a nova raça de homens que habitarão o Planeta.

Os Mestres têm ensinado sobre a Nova Era o seguinte

1)    A Nova Era marcará o primado das energias da Alma sobre a personalidade. O homem pessoal reconhecerá o homem transcendente e luminoso (O Cristo Interno) que vive dentro dele.
2)    Ocorrerão transformações em todos os campos da manifestação da vida; a intuição, a vista etérica e a clariaudiência serão desenvolvidas, permitindo o contato direto do homem, tanto com o Plano da Alma como com os nossos irmãos dos Reinos Elementais.
3)    A influência das novas radiações cósmicas - principalmente as estelares da constelação de Aquário, das conjunções planetárias e dos eflúvios da aura do Cristo, envolvendo o Planeta - modificarão os corpos e a consciência da humanidade, bem como dos outros seres da criação, preparando-os para refletirem novos tipos de energia.
4)    Também a mente humana alcançará o início de um novo estágio. A Razão, apanágio de nosso atual estado evolutivo, estará dirigida pela Intuição, que desvelará a Realidade do Divino como origem do próprio homem.
5)    O conhecimento de si mesmo se fará através de uma nova psicologia e do estudo profundo da Alma, com técnicas também científicas, objetivando-se a superação dos estágios de inconsciência provocados pelo sono e pelos estados alterados da mente.
6)   A pedagogia aplicará técnicas que terão como escopo a superação da lógica e da memória como estrutura da vida mental das crianças, levando-as a contemplação da realidade em planos de consciência mais elevados e a participação consciente dentro dos objetivos superiores da vida no Planeta Terra.
7) A religião perderá seu aspecto devocional inferior e o novo homem procurará refletir as energias da Harmonia e da Beleza como forma de expressar a Divindade. Estará baseada na existência de Deus, na relação do homem com o Divino, na realidade da imortalidade, na continuidade da revelação divina e, também, na constante aparição de mensageiros provenientes do Centro Divino que se manifestarão através de medianeiros devidamente preparados para isto. A estes fatos, se agregarão o conhecimento seguro e instintivo que o homem possui da existência do caminho para Deus e sua capacidade para pisá-lo, aceitando a transcendência e a imanência de Deus em cada forma de vida.

Estas são as verdades fundamentais sobre as quais descansará a Religião do Futuro. A nota chave dessa religião será a “Aproximação ao Divino” ou, parafraseando o Evangelho, “Achegai-vos ao Senhor e ele se achegará a vós”.

8)  A Filosofia pura nos levará à compreensão do Plano de Deus para o Planeta Terra, transformando os “preconceitos” em percepção real.
9)  Na Nova Era a ciência da Invocação e Evocação substituirá as orações; serão estabelecidas Retas Relações humanas; o homem aprenderá a lei dos renascimentos dentro de si mesmo e serão revelados, para todos os Mistérios da Iniciação.
  
A Maçonaria, a Fraternidade Rosa-Cruz e as demais sociedades espiritualistas espalhadas pelo mundo serão conclamadas a ajudar na educação da humanidade atual, preparando-a para a Nova Era, ensinando a distinguir:

a) a Luz da Alma, iluminando as forças a serviço do Propósito Divino, que levará milhares de pessoas à Senda do Discipulado;

b) o que é participação e o que é egoísmo, delineando um mundo futuro onde prevalecerão as 4 liberdades (liberdade de ir e vir, liberdade de pensar, liberdade para agir e liberdade de ser) e onde todos terão o necessário para viver corretamente;

c) a luz e a obscuridade, tornando manifesta a diferença entre um futuro iluminado pela verdade e pleno de oportunidades para todos e a escravidão, dirigida pelas forças sombrias, voltadas para o poder e o passado;

d) entre Fraternidade e Separatividade; Fraternidade indicando uma ordem mundial, onde os ódios raciais e as diferenças de casta e religião já não constituirão barreiras para o entendimento internacional;

e) entre o Todo e a Parte, assinalando a época que se aproxima - sob o impulso evolutivo do espírito - onde a parte assume sua responsabilidade pelo todo e o Todo existe, consciente, pelo bem da parte.


A educação acima preconizada deverá estar preparada para aceitar:
                               
1) A energia da intuição, que dissipará a ilusão mundial e aumentará sensivelmente a fila de Iniciados na Ciência Espiritual.
2)     A energia da inspiração, que em seu poder envolvente, como uma rajada de vento, desvitalizará ou afastará o poder atrativo da matéria ou substância. Isto libertará milhares de pessoas para entrarem no Caminho da Provação.
3)    A necessidade de se voltar para os necessitados de amparo fraterno, seja no campo da cura psíquica ou material, a fim de que o flagelo da desarmonia desapareça da face da Terra e os homens possam se reconhecer como Deuses (que, em verdade, são).
4)   A renúncia e a vontade de sacrificar-se, como a nota chave daqueles que aspiram servir ao Cristo perante a humanidade em seu reaparecimento pleno no coração de todos os que vivem em nosso Planeta no período intermediário entre a antiga e a Nova Era.
5)  Sem essa aceitação, estaremos navegando na contra-mão da história e perdendo a grande oportunidade - pela qual lutamos durante várias existências - de estarmos encarnados neste princípio da Era de Aquário e atuarmos conscientemente, como colaboradores do Cristo e servidores da Nova Raça.

Acrescentamos ainda que durante a ocorrência da Lua cheia de maio de 1945 começaram a afluir à mente dos homens as energias de iluminação que iniciaram a nova educação mundial.
Em junho de 1945, a Energia Cristica colocou em movimento as energias de reconstrução vinculadas ao aspecto VONTADE.  O objetivo principal dessas energias construtivas e sintetizadoras é o de lentamente converter, em prática, o sentido da palavra unidade entre as nações e os povos.
(Os acontecimentos ocorridos nos últimos anos com a transformação política da Rússia, a queda do Muro de Berlim, o surgimento da Comunidade Econômica Européia, a atual aliança comercial entre os países do cone sul da América (Mercosul) e o NAFTA liderado pelos EE.UU., são alguns dos acontecimentos que já podem ser considerados como cumprimento dessa ação, oriunda dos Planos mais sutis e que o homem comum não percebe, principalmente se considerarmos que, há alguns anos atrás, ninguém podia pensar que estes fatos pudessem acontecer dentro de tão pouco tempo e sem uma guerra que todos previam e temiam iminente).
Vivemos no limiar de uma época de tremendas transformações; o homem atual começa a compreender, de forma intuitiva e espiritual, o Plano de Deus para o nosso Planeta. Dentro de mais algum tempo estaremos aptos a vivenciar os poderes necessários para dirigir as energias da nova Era e naturalmente as utilizaremos para alcançar objetivos determinados, dentro do Plano Divino, vencendo obstáculos e destruindo todos os impedimentos a que agora estamos submetidos.

Concluindo, apresentamos algumas questões

a) Será que estamos preparados para todos estes novos enfoques da Verdade? Ou será que nos portaremos como neo-fariseus, envolvidos pela fascinação do passado em detrimento do novo?

b) Lemos em Jo. 16:12 e 13: “Tenho muito que dizer-vos, mas não o podeis suportar agora. Quando vier porém o Espírito da Verdade, Ele vos guiará à toda Verdade”. Será que estamos aptos a percepção das mensagens do Espírito da Verdade ou será que engrossaremos de novo a horda dos sacrificadores do Cristo, aprisionados pelo fanatismo religioso?

c) Como chegarão essas mensagens até nós; será dentro de padrões aceitáveis pela nossa educação atual?


A abertura de nossa consciência para aquilatar o que está exposto é que revelará nossa condição atual.  A simples meditação sobre o que está exposto é um bom exercício de verificação. Vamos fazê-lo?

De tudo o foi exposto acima podemos concluir:

O amor e a sabedoria constituir-se-ão num passaporte valioso para a Nova Era.
Sabemos que a Lei continuará a mesma até que se cumpra o Plano de Deus para o Planeta Terra (Eu não vim revogar a Lei, mas fazê-la cumprir - (Mt. 5:17). O enfoque dessa mesma Lei, numa oitava superior, será a missão da Nova Energia Crística ou Avatárica para a Era de Aquário.
Paralelamente, os Mestres da Grande Fraternidade Branca preconizam dois mandamentos importantes para nossa época:
1° Amai-vos uns aos outros
2° Instruí-vos
Os sinais dos tempos já estão presentes no nosso dia a dia. Vamos acordar de nosso torpor espiritual e nos preparar para os acontecimentos da NOVA ERA?
Aqueles que são verdadeiramente Maçons, Rosa-Cruz e Espiritualistas responderão a esta pergunta afirmativamente.



Panyatara

31 comentários:

  1. Prezado Jaudir,

    A postagem anterior estava incompleta e a atual está corrigida, divulgue-a, pois é assunto muito importante.

    Meu abraço para você e boa sorte em sua caminhada.

    Panyatara

    ResponderExcluir
  2. Grato, Panyatara. Divulgando agora mesmo.
    Forte Abraço.
    Jaudir

    ResponderExcluir
  3. Prezado Sr.Panyatara

    Sou novo por aqui, me interesso por assuntos ligados ao Sagrado e também às ciências esotéricas, embora não seja iniciado ou praticante de nenhum desses grupos. Pude observar em suas citações um vasto conhecimento sobre o assunto e que o senhor domina com "excelência" o tema no qual propôs discutir. Foi com esse intuito que tomei a liberdade em escrever para saber se consigo de alguma forma, aprofundar-me nestes conhecimentos.
    Resido na cidade mineira de Poços de Caldas - MG,tenho 38 anos, casado, pai de dois filhos e estudante em um curso técnico em informática. Nos momentos de folga pesquiso sobre os diversos assuntos ligados às religiões, além de ler e assistir a filmes relacionados aos temas.Caso o sr. tenha como dar uma resposta, aguardo sua publicação no blog.
    Atenciosamente: Walter.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Walter:
      Existe uma frase no Evangelho que diz textualmente "Buscai primeiro o Reino de Deus e sua justiça tudo o mais vos será dado por acréscimo". Vivemos num Universo "em camadas", se posso me expressar assim, mas ao me expressar assim meu objetivo é lhe informar que aquilo que você denomina meu "vasto conhecimento" está à disposição de todos os seres humanos, desde que aprendam "a acessar" os os diversos níveis de consciência que nos circundam ("as camadas") e que representam à expressão da própria consciência do Deus Criador que nos envolve e penetra e se manifesta no ventrículo esquerdo de seu coração. Em meu BLOG tem uma Meditação que pode ajudar àqueles que buscam sinceramente. Vá para "Postagens mais antigas" e procure "MEDITAÇÃO PARA INTERIORIZAR A PERCEPÇÃO". Tente praticá-la com sinceridade e acredito que obterá resultados. Não preciso falar de humildade, espírito de serviço ao bem, tolerância, paciência e nunca colocar sua função atual de chefe de família em 2° lugar em detrimento de suas buscas espirituais, pois; ela deverá ser sempre sua principal atividade. O Reino de Deus está dentro de nós e não em qualquer outro lugar. Neste Caminho a intelectualidade deve ceder lugar a humildade. Depois que achar a meditação acima, leia com calma o conteúdo do Blog. Acredito que sempre ajudará.
      Meu abraço filosófico!
      Panyatara.

      Excluir
  4. Jayr Miranda enfrenta os segredos da Tradição, desvela Ísis na forma e na essência, desafia e provoca o leitor ir além dos limites, ir além das metáforas, entre ele e a origem dos mitos passou muito tempo, há chaves perdidas. Mas ele é hábil na exegese dos textos, ajuda-o com grande conhecimento adquirido na prática de leitura e a sua crença conquistada com muita leitura e reflexão supera os limites do entendimento. A crença move montanhas, é uma energia interior muito poderosa. Por isso é sempre enriquecedor lê-lo, há sempre véus que se rompem para nos deixar ver um pouco mais além e subir mais um degrau, nessa viagem que representa a grande diferença entre mistério e a ciência: o espírito tende sempre para o céu e nada limita as suas asas. Jayr nos ensina e nos demonstra que existe uma leitura possível e necessária, basta abrir os olhos e colocar ordem no pensamento, ou melhor tentar ler com os olhos do coração. Parabéns Jayr e obrigado pelas lindas pérolas iniciáticas.

    Fraternalmente

    H. Resende (Ali A'l Khan S.´.I.´.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Resende:
      É muito bom saber que leu esta mensagem. Tenho certeza de que através de sua sabedoria ela criará asas e será disseminada entre os sinceros buscadores da verdade.
      Meu abraço fraternal

      Excluir
  5. Olá Jayr,
    1* O que o Sr. acha das teorias do Sr. Zecharia Sitchin sobre a criação da consciência humana através dos "Deuses Astronautas"(Anunnakis)?

    2* O que fazer para mudar o cenário das "lojas negras" que tendem a criar meios para aprisionar a consciência humana? (Deixar tudo como está para que mais tarde haja renovação?)

    3* O Sr. acredita que para acabar com o "aprisinamento" e "condicionamento" do ser humano moderno deva haver o fim do dinheiro?

    Grande Abraço Fraternal,
    Estudante da Verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Estudante da Verdade!
      1 - Em relação à sua primeira pergunta, ainda estou esperando o 12° Planeta criar o reboliço prometido pelo escritor e um Disco Voador capitaneado por Ashtar Sheran para "arrebanhar" a humanidade e levá-la para outro Planeta a fim de formar opinião sobre os livros que abordam este assunto, pois, como leitor e estudante da Doutrina Secreta (em espanhol, porquanto a tradução em português possui incongruências infelizes!) fico mais com os ensinamentos arcaicos do que algumas informações baseadas em interpretações pessoais sobre assuntos, de certa forma, especulativos. Se Perguntar se aceito alguma interferência extra-terrestres na vida dos seres humanos posso responder que sei da existência de Discos Voadores, mas mantenho dúvidas sobre essa questão da interferência de alienígenas, como é apresentada por muitos escritores em nossa formação intelectual e social, mas de forma insana (talvez!) acredito piamente na existência da vida intra-terrena. Pode parecer loucura, mas como todo mundo tem um pouco de loucura em sua forma de ser, a minha me dá uma série de respostas para sanar as dúvidas que encontrei no caminho de meu aprendizado.
      2 – Quem alimenta as “Lojas Negras” é a ignorância do Ser humano em relação ao seu potencial divino. O medo, a desinformação, as drogas, a licenciosidade e a falta de rumo que atualmente grassa na humanidade é oriunda da atividade super-inteligente de seres que necessitam de nossa vitalidade para continuarem existindo em seus estados de consciência atual, mas que não lhes trouxe a Paz ou mesmo as conquistas de bênçãos de bem-estar e de felicidade existentes naqueles que amam. O grande problema desses seres é a conquista vazia e a eterna dependência em que vivem por causa de um futuro que terão de enfrentar e que não podem evitar.
      Em relação à sua pergunta respondo que o único meio para não ficar sujeito ao “aprisionamento” pelas Lojas Negras” é amar o teu próximo como a ti mesmo (tolerância e paciência!) e conduzir sua mente sempre em trabalhos que implique no bem de seu semelhante, ou seja, se possível, pratique a caridade.
      continua......

      Excluir
    2. continuação...
      3 – Prezado: De acordo com a Cabala o dinheiro é um poder fantástico que Deus concede ao ser humano
      para que o exerça com sabedoria no bem de seu semelhante e colabore na melhoria da Raça. O dinheiro é, portanto uma benção que nos possibilita eliminar ou procurar eliminar a miséria, a dor e o sofrimento em nosso entorno. Costumo dizer àqueles que estudam comigo que ninguém pode se dedicar à espiritualidade se não tem as condições financeiras para sustentar um padrão de vida digno, estudar e exercitar a mente na prática da caridade, embora esta não dependa exclusivamente de dinheiro, pois uma palavra amiga ou escutar alguém que tem problemas também pode ser uma atitude bondosa. O problema do dinheiro é o egoísmo humano que impede que ele circule como devia (receber, utilizar com o necessário e beneficiar alguém) e o retém além de suas necessidades procurando acumular fortunas indevidas. Como é um poder divino, se não circular e for retido por alguém, este alguém certamente contrairá desfavores da vida e doenças onde, depois, terá de gastar dinheiro para eliminar seus sofrimentos. O problema do ser humano é falta de cultura espiritual (ignorância), ou seja, compreender a si mesmo, utilizar as energias que estão ao seu dispor e realizar uma vida feliz. Isto é inteiramente possível e acredito piamente nessa realidade.pois como nossa mente é quem constrói nosso bem ou nosso mal, vou vivendo feliz e procurando ajudar, com humildade e compreensão aos meus semelhantes. O ser humano só se torna “prisioneiro” do ou “condicionado” pelo dinheiro por causa de seu egoísmo e desconhecimento das leis que regulam nossas vidas na face da Terra. Lamento profundamente a corrupção na política porque SEI que o dinheiro desviado pelos representantes do poder legislativo, executivo e Judiciário encherá, numa futura encarnação as cidades do mundo de mendigos que serão estes que atualmente se locupletam (se abarrotando) com valores que deveriam ser gastos em benefício do povo sofrido e miserável. O Poder está relacionado ao 1° Raio e o ser humano só pode exercê-lo com sabedoria quando agir com humildade e amor ao próximo, como fez o Mahatma Ghandi que sozinho, vestido apenas com uma sunga feita de um pano que se alongava para protegê-lo contra o frio, derrotou, naquela época, a maior Nação do Mundo, ou seja, a Inglaterra. Lula ficou muito rico, mas já teve câncer na garganta. Será que se beneficiará plenamente do dinheiro ganho de forma irregular?
      Tem um aforismo que diz assim: “Homem, conhece a ti mesmo e conhecerás o Universo e os Deuses”. Isto seria fundamental para que o homem estabelecesse a paz e a concórdia na face da Terra.
      Boa sorte para você!
      Panyatara

      Excluir
    3. Olá Jayr,
      obrigado pela resposta.

      No entando não vejo relação entre "Ashtar Sheran" e o Zecharia Sitchin.
      http://luzdaconsciencia.com.br/apostilaspdf/livro_enki.pdf

      E acredito que todas as soluções pra todos os problemas do mundo já foram criados, o que impede que avançemos acredito que é o dinheiro.
      http://www.thevenusproject.com/


      "Nikola Tesla"


      Desculpe por algo,
      Estudante da Verdade

      Excluir
  6. Caro Jayr,

    Sua última resposta ao anônimo me inspirou bastante.
    Poderia fazer um post tratando desse assunto: dinheiro.
    Por vezes tento fazer caridade, pago o dízimo para manter as atividades do templo, o qual eu frequento, mas também aplico algum dinheiro.
    Apesar disso, muitos projetos na minha vida fracassam, por mais que eu me empenhe.
    Independete do enorme carma que eu SEI que tenho acumulado, muitas vezes penso que eu poderia fazer mais com o dinheiro que me sobra. E isso, de certa forma me incomoda.
    Acho que nunca vi um livro sobre isso, ou ninguém na interenet que tratasse desse assunto de forma séria.

    Obrigado pelo ótimo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Irmão:
      Tem um ditado que diz: "se conselho fosse algo bom, não seria dado, mas vendido", porém considero que trocar ideias também pode ser muito proveitoso, daí que me afoitei a responder sua solicitação. Realmente o assunto DINHEIRO É MUITO SÉRIO porque envolve as energias daquilo que os Teosofistas denominam 1° RAIO (Poder e Vontade) e o s hinduístas TATTWA ADI, denominações atinentes a energia mais sutil e poderosa do Universo, relacionada ao Criador (Logos Universal) e que precisaria ser entendida muito bem pelo ser Humano para evitar os desmandos e conseqüentes sofrimentos que essa energia mal empregada ocasiona sobre as personalidades humanas. O Poder mal utilizado implica numa subseqüente encarnação dolorosa e posso testemunhar a você que no trabalho que realizo com um grupo de companheiros distribuindo roupas, água, medicamentos e um lanche noturno aos moradores de rua no centro do Rio de Janeiro encontro muitos irmãos que foram políticos que se locupletaram com o dinheiro público numa outra encarnação e agora estão na condição de mendigos feridentos, doentes e se auto-enganando com o auxílio do álcool e de tóxicos e reclamando de um tipo de vida que poderiam ter evitado para seus semelhantes SE NÃO TIVESSEM utilizado o PODER que possuíam de forma egoísta, esquecendo de criarem hospitais e moradias decentes para a valorização da vida. O MAIOR PROBLEMA DA HUMANIDADE É A IGNORÂNCIA.
      Continua ...............

      Excluir
    2. continuação....
      Mas vamos ao nosso assunto. Em primeiro "tentar fazer caridade" é "quase" se abrir para o Morador de seu Coração e Condutor de sua personalidade na face da Terra e assim falo como uma forma de parodiar o ensinamento do Evangelho em que Jesus se volta para o devoto que o chamou de bom e diz: Por que me chamas de bom? Ninguém é bom senão um só, que é DEUS (Mc. 10:18), ou seja, todo ato de bondade que experimentamos nada mais é do que um dos raros momentos que conseguimos exprimir a Vontade de nosso Pai que está no Céu. Pagar o dízimo para manter as atividades de nossas organizações religiosas é atitude nobre, mas apenas de colaboração e não de bondade, pois se pensarmos bem é feita em nosso próprio benefício, pois se assim não o fizéssemos, não seria possível manter nossos locais de reunião, o que nos prejudicaria dentro da forma de pensar religiosa que abraçamos. Quanto ao fato de aplicar algum dinheiro considero isto muito salutar, pois a velhice é muito custosa e a previdência é realizada por todos os animais da natureza e, naturalmente, também o ser humano tem seu tempo de aprender, de trabalhar e construir e de usufruir e, se não for previdente, quanto chegar o inverno da vida (velhice) não terá condições de se abrigar em condições adequadas para sorver o conteúdo de sua existência para chegar à sabedoria. Não gosto muito da palavra caridade, pois implica numa conotação contrária as palavras do Cristo (Bom é o Pai que está nos céus); prefiro a palavra solidariedade em que você ajuda por ser solidário com as dificuldades de alguém e não porque você, pessoalmente é bom ou tem pretensões de alcançar o céu fazendo “caridades”, pois o “céu” é um estado de consciência “incomprável” , porém “conquistável”. No trabalho solidário você serve e passa deixando um rastro de esperança atrás de si para os que possuem menos que você despertando o sentimento de GRATIDÃO que é uma vibração ardente e produz no corpo físico, astral e mental da pessoa, no instante em que é ajudada e sente gratidão, relâmpagos de luz que ilumina não somente a ela, mas principalmente aquele que a ajudou. Muitos não sentem gratidão e até mesmo raiva e inveja, mas não importa, porque a tônica do Servidor é SERVIR E PASSAR, de acordo com a tônica dos Cavalheiros Templários cujo divisa era: “Não por nós Senhor, não por nós Senhor, mas para a Glória do Teu Santo Nome”.
      Quanto a valores, sempre considerei importante o óbolo da viúva (Mc. 12:42, pois ela deu de si com espírito de sacrifício e amor e não daquilo que lhe sobrava. A Prece de São Francisco de Assis (que não era dele, pois a recebeu de um Iniciado e quando a leu foi tocado por “suas lembranças” daquilo que tinha vindo fazer na face da Terra) é perfeita para o verdadeiro buscador. A meditação e adequação da vida aos preceitos ali enunciados é um caminho seguro para nossa vida. Naturalmente, numa existência só é difícil conquistarmos todos os valores contidos nessa prece, mas como sabemos que a natureza não dá saltos (“natura non facit saltus”) sou da opinião que a entronização de um só de seus ensinamentos já é valioso para adquirir uma consciência mais próxima da consciência do Átomo Nous.

      Excluir
    3. Continuação.....
      Quanto ao restante de sua exposição acredito que vá decepcioná-lo, mas não acredito em carma na forma que expõe, pois sei (repito sei) que ninguém vem à Terra para pagar carma, mas sim, para aprender lições que resgatem (ou melhor, reconstrua) alguns dos desequilíbrios cometidos em encarnações anteriores e nos proporcione novos aprendizados que ornem nossas Almas com a Luz do Primordial. De acordo com meu aprendizado ninguém vem à Terra para precipuamente sofrer, pois o sofrimento ocorre quando regressamos aos planos mais sutis da vida depois de ter manejado de forma deplorável as energias que nos foram colocadas à disposição para construirmos um mundo melhor à nossa volta. Aí sim, o sofrimento é tenebroso e angustiante, pois despojada do anteparo material e exposta à vibrações desarmônicas mais intensas, realmente a personalidade enfrenta, em alguns casos, grandes provações, até novamente ser recolhida pela Alma (o Átomo Nous) e iniciar uma nova existência, com uma personalidade diferente, porém sempre com o objetivo de reconstruir o mal-feito. Este é um assunto muito controverso, cheio de opiniões religiosas de pessoas que estabelecem regras pessoais e que não deve ser prolongado. Só quero lhe esclarecer é que o médium Francisco Candido Xavier pronunciou uma sentença admirável: “Ninguém pode modificar seu passado, mas todos podem construir um futuro melhor”, por causa disso, considero que perde tempo “olhando para seu passado”; construa, a partir de hoje um futuro melhor, pois foi isso que veio fazer na face da Terra e não pagar seus pecados, pois estes você já ajustou “talvez com bastante sofrimento” quando de seu último desencarne. Use seu dinheiro sempre com o objetivo de servir melhor; ele deve ser encarado como uma benção e não como algo que possa fazê-lo sofrer ou ser motivo de perdição. Leve sempre em consideração que aquele que tem pode dar, mas aquele que nada tem, nunca pode ajudar, Antonio Ermírio de Morais e muitos outros milionários do Brasil servem aos seus semelhantes sem a preocupação apenas de “dar”, mas de fazer o dinheiro circular em forma de empregos, assistência social e muitas outras atividades que beneficiam a sociedade de modo geral. Posso acreditar que não seja um “Antonio Ermírio de Morais”, mas quem sabe pode iniciar algo que redunde em empregos ou outra qualquer forma de auxílio mais amplo dentro de sua comunidade.
      Agora duas coisas que gostaria de pedir a você:
      1ª.: Mude imediatamente sua forma de aparecer em seus contatos via Internet. A vibração do nome que escolheu (V for Vendetta) é extremamente baixa e se apresenta no mundo astral como sangue coagulado. Pergunto por que não V for Victory? Acredito que isto vá influir bastante em sua vida e naquilo que você chama de “enorme carma”. Aprenda uma coisa: DEUS NÃO CASTIGA. O ser humano é que castiga a si mesmo e quando ele aprender a perdoar a si mesmo, vai compreender melhor seus semelhantes e perdoá-los também. HOMEM CONHECE A TI MESMO E CONHECERÁS O UNIVERSO E OS DEUSES”.
      2ª.: Gostaria que me enviasse seu nome completo, a hora, o dia, o mês de seu nascimento e o lugar onde nasceu para meu e-mail (panyata@globo.com). O objetivo é de ajudá-lo, se você concordar.
      No mais, meu abraço e obrigado por compreender o valor do livro OS DEUSES ATÔMICOS.
      Panyatara

      Excluir
    4. Caro Jayr, muito obrigado pela resposta.

      Já mudei meu perfil e lhe mandarei um email.

      Quanto ao livro: qualquer pessoa que estude o esoterismo e leve a sério reconhecerá o grande valor dessa obra.
      De novo eu só posso agradecer.
      V for Victory

      Excluir
  7. Sr. Jayr,
    lendo os comentários acima, vi que vc citou o TATTWA ADI e gostaria de saber se esse TATTWA é o mesmo que Krumm-Heller denomina de akash no livro EL TATWAMETRO O LAS VIBRACIONES DEL ETER.
    Grato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pettrus:
      Não. Adi é a energia primordial que se materializa (termo impróprio) no FIAT LUX que corresponde na Cabala a Kether e no Cristianismo ao Pai, Criador de tudo e de todas as coisas. Para entender certas passagens das diversas escrituras criadas pelo ser humano com a finalidade de tornar mais ou menos inteligível o processo da criação, cada cultura criou uma nomenclatura especial para representar as energias construtoras do Universo e, para entendê-las é necessário, em primeiro lugar compreender que uma energia, seja qual for a vibração ou sutileza da mesma, é resultante de um princípio imponderável. Temos dois casos muito comuns e fáceis de perceber: um é a eletricidade e o outro o que denominamos vida. Os sábios cabalistas foram magistrais ao enunciarem antes de Kether a existência de Ain Soph Aur que tem sido entendido como Luz Ilimitada porém, para mim pessoalmente, Ain (Nada) é a fantástica região conhecida pelos cosmólogos como o Grande Vácuo, região imensa do universo completamente vazia mas que os físicos suspeitam que dela é que surgem todas as coisas. Esta região é limitada (soph) pela manifestação de uma energia fria energia (73% do Universo suspeitado) que aparentemente é a raiz da conhecida Matéria Negra (23% do Universo suspeitado) ficando o universo materialmente conhecido apenas com 4% dessa totalidade. Portanto em Ain Soph Aur está a Origem de Kether (o Criador, o Pai), o aspecto primordial do Poder e da Vontade representado pelo 1° Raio, Tattwa Adi ou Divino. Em seguida vemos, de acordo com a Cabala que sua energia desce um plano vibratório (ou seja, Ele mesmo desce, porque só existe o UNO) e se manifesta como multiplicidade (as Mônadas ou chispas divinas no Plano Monádico ou Anupadaka que corresponde a Chokmah, que é a energia organizadora do Universo, ou seja, seu aspecto Vida, O filho, Cristo, Tattwa Anupadaka, etc.), que em seguida penetra e envolve toda a matéria negra (Binah ou O Caos) e, paulatinamente a transforma nas matérias físicas existentes no Universo (inclusive a mental, aemocional ou astral e a física). Portanto, o tattwa a que Krumm-Heller se refere é o Tattwa Akasha, cuja cor negra é está diretamente relacionado com a matéria fria e escura que envolve o Universo mais ou menos conhecido. Tudo o que expus já era conhecido pelos antigos quando criaram suas deusas sempre negras (N.S. de Chartres, N.S. Aparecida, N.S. de Bayeux, N.S. de Montserrat, Deusa Kali, Isis, Nuit, etc. etc.) como Mães Divinas, porque é da energia sutil (tattwa) que conhecemos como Akasha, que nascem todas as coisas. Na Cabala Akasha é Binah e note que sua cor é negra e seu regente é Saturno. Portanto, meu caro amigo, embora dando uma resposta bastante complicada acredito que como estudante da Cabala vai poder entender perfeitamente que o Tattwa Akasha nada mais é do que Binah e que na verdade, tudo que parte da Coroa (Kether) e Ela Mesma são energias sutis (Tattwas).
      Meu abraço
      Panyatara

      Excluir
  8. Achei que sua resposta foi muito boa e isso me lembrou, quando você citou Binah cujo regente é Saturno, que recentemente foi descoberto um acelerador natural de partículas em Saturno, ou seja, algo que para os cientistas pode auxiliar no estudo da origem do universo (manifestado).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da informação sobre o acelerador natural de partículas existente em Saturno. Poderia me indicar a fonte?
      Meu abraço
      Panyatara

      Excluir
  9. Queira desculpar-me pela demora caro irmão,
    esse assunto surgiu durante uma conversa que tive com alguns amigos
    e um deles comentou sobre o acelerador de particulas natural em Saturno e ao
    pesquisar encontrei esse link:
    http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/sonda-descobre-acelerador-de-particulas-em-saturno-01042013-0.shl

    Talvez tenha algo haver com o que você disse sobre Saturno e Binah.

    abraço!

    ResponderExcluir
  10. Sr. Jayr,
    Primeiramente, muito obrigado pelo blog e por seus textos, já li 2 e comentei (sou muito leigo e não consigo os compreender totalmente, mas admiro e me esforço).

    Conheci seu site apenas a algumas horas, lendo uma entrevista do Marcelo Del Debbio em que ele cita o seu livro "O Livro da Lei Para o Povo Suplicante". Já fiz o download (e do Os Governantes Invisiveis também) e ele será o próximo livro que começarei a ler (infelizmente, estou tentando terminar de ler muitos livros: Relatos de Belzebu a seu neto (Gurdjieff), Ciência da autorealização (Bhaktivedanta S. Prabhupãda), Ad Infinitum (Rafael Arrais), O livro dos espiritos (Kardec) e alguns livros de Astrologia que o Marcelo Del Debbio enviou após fazer o curso de Astrologia Hermética)

    Sobre este post em específico, gostei muito, inclusive das citações dos Evangelhos.
    Mas uns 2 dias atrás li a "Carta a um Maçom", sou leigo e entendi pouco, não sei o contexto do documento, achei ofensiva em alguns pontos, parece que foi feita para "tirar o chão" de muitas pessoas que nem eu rs
    Na carta esta escrito: "Aproximadamente um século antes do assim-chamado “Ano Um” nascera na Palestina um rabi, cujo nome é desconhecido (embora alguns estudiosos presumam ter sido Ionas, ou Jonas). Ele criou um novo sistema de Essenismo, fundando muitos ramos dessa fraternidade judeo-cóptica, e adquirindo um grande número de seguidores na Ásia Menor. Muitos documentos foram escritos acerca dos incidentes de sua vida e doutrina. Foi um Adepto Cristão, ou seja, defendeu a tese de que todo homem é um Templo do Deus Vivo; deu testemunho do Logos e do Espírito Santo, e tal foi seu impacto no pensamento religioso de sua época que os patriarcas romano-alexandrinos, ao escreverem a “história de Jesús Cristo”, foram forçados a incluí-lo..."
    Acabei por concluir que os evangelhos devem receber menos credibilidade... poderia comentar a respeito?

    Abraço,
    Juliano.

    ResponderExcluir
  11. Prezado Juliano:
    Ler para conhecer é muito bom, porém é preciso entender que na Cabala a figura que representa o Conhecimento é DAATH, ou seja a sephirah falsa, acima do qual está BINAH, o ENTENDIMENTO, seguida logo após, mas na mesma linha, por CHOKMAH, o AMOR-SABEDORIA, ou seja a VIDA que é A LUZ nos HOMENS (note que disse "nos" em vez de "dos" HOMENS). Sobre esta ótica de conhecer e entender transcrevo, abaixo, um trecho do livro "Guia para os Perplexos" do Rabino Moses Maimônides:
    “Toda vez que você encontrar em nossos livros um conto, a afirmação de uma realidade que parece impossível, uma história que tanto repugna à razão como o bom senso comum pode ter certeza de que o conto ou a história contém uma profunda alegoria velando uma verdade também profundamente misteriosa; quanto maior o disparate (a absurdidade) da letra, mais profunda é a sabedoria do espírito".
    Marcelo Motta foi um profundo buscador da verdade e em "Carta a um Maçom" ele aponta uma série de verdades sobre os Evangelhos, só que (isto em meu conceito, que é pessoal e não deve ser considerado bom para todos os que me lerem!) ficou na superfície do que ia conhecendo em suas leituras e como inimigo figadal da mentira e, por conseguinte, da Igreja Católica Apostólica Romana e de todos os que professam religiões sem conhecerem seus fundamentos e origem, não poupa ninguém, porque ele, Marcelo desconhecia ou não deu o verdadeiro valor a certas verdades que aconteceram na elaboração dos Evangelhos. Em primeiro lugar deixou de citar que os bispos que impuseram os 4 Evangelhos eram homens cultos e que procuraram preservar o conhecimento que deveria orientar a humanidade durante quase toda uma Era e o que acontecia na época era que cada pregador fazia seu Evangelho particular, impondo, nos mesmos, algumas idéias pessoais sobre o ensinamento original, o que estava originando uma grande bagunça em algo muito sério. Outro fato importante é que os Evangelhos que conhecemos têm uma mensagem que poucos atentam sobre ela: Por que 4 Evangelhos em vez de um só, considerando que a maioria dos textos dos Evangelhos se repete, com exceção do Evangelho de João que é puramente gnóstico? Respondo a minha pergunta dizendo que tudo foi feito para preservar os ensinamentos daquele que depois foi cognominado com o nome de Yesous por causa da soma de seus valores simbólicos (888) que, em si mesmo, já constituem uma mensagem que precisava ser preservada (Leia o versículo 51 nas páginas 168 a 173 d' 0 LIVRO DA LEI PARA O POVO SUPLICANTE em meu BLOG). Continua.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Panyatara, primeiro me desculpe, não sei como saudá-lo de maneira adequada.

      Passei o dia de hoje lendo e relendo suas respostas, foi um presente fantástico!
      Sinto receio que minhas perguntas lhe causem muito trabalho, te façam perder o seu tempo... mas obrigado por tudo, sou muito grato!

      Gostei muito da sua explicação sobre DAATH, BINAH e CHOKMAH, pouco sei sobre Cabala, nem mesmo decorei o nome das sephirahs, mas abri um desenho para acompanhar sua explicação.

      Que citação fantástica essa do Rabino Moses Maimônides! Fiquei com vontade de começar a ler o livro "Guia para os Perplexos" também :)

      Fiquei feliz em saber sobre a boa intenção dos bispos que impuseram os 4 Evangelhos. Nunca havia parado para pensar em porque 4 ao invés de 1.
      Li o versículo 51 e a sua explicação, irei ler novamente com mais atenção.

      Excluir
  12. Continuação....
    Cada Evangelho representa um dos signos fixos do Evangelho sendo Matheus TOURO (Terra), Marcos LEÃO (Fogo), Lucas ESCORPIÃO (Água) e João AQUÁRIO (Ar), relacionados aos quatro elementos de que é composto o corpo humano que precisa ser conhecido para que Jesus, ou seja, você Juliano, eu e todos os seres humanos, através de nosso EU SUPERIOR possamos andar sobre as águas (Tattwa APAS), possamos fazer a multiplicação dos pães (Tattwa PRITHIVI), possamos desaparecer ante nossos perseguidores (tattwa VAYU) e resplandecer como o SOL (Tattwa TEJAS) quando da transubstanciação perante os que nos seguirem. Os Evangelhos como conhecemos (já tremendamente modificados!) foram compilados no Concílio de Nicéia, ano 325 da nossa Era e seu objetivo era manter os ensinamentos daquele Rabi (cujo nome pode ter sido Ionas (IOA) ou Issa, como é conhecido dentro do Islamismo ou qualquer outro nome (duvido muito que ele mesmo fizesse questão disso) que deveriam pontificar para que a evolução do Ser Humano experimentasse um grande adiantamento, só que estes ensinamentos implicavam em atitudes que até hoje não assimilamos devidamente, como TOLERÂNCIA, PERDÃO, FRATERNIDADE, COMPAIXÃO, SERVIÇO AO PRÓXIMO, HUMILDADE, etc., etc., imprescindíveis para proporcionar a subida de Kundalini ou Fogo Solar num maior número de pessoas, mas cuja razão nunca foi ensinada aos adeptos do cristianismo. Para representar o Cristo nos primeiros anos, a Igreja constituída foi obrigada a apresentar dele uma figura poderosa e o fez Imperador do Mundo, sentado num trono com coroa e cetros de Poder em suas mãos (TENHO RETRATO COM ESTA APRESENTAÇÃO DE JESUS), isto para concorrer com os Deuses existentes, principalmente com Atis e Mitra (de quem a Igreja adotou todos os rituais (missa, batismo, etc.)e a maioria dos símbolos, inclusive o chapéu do Papa que se chama Mitra Papal.
    Continua....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impressionante a explicação a respeito dos milagres. Infelizmente, desconheço sobre Tattwa e seus "tipos", a primeira vez que vi este termo foi no seu outro post "O HOMEM, SEUS RITMOS E OS RITMOS DO COSMO", irei pesquisar mais a respeito.

      Poderiam ser considerados que estes ensinamentos do Rabi que podem causar grande adiantamento na evolução do Ser Humano seja a eliminação do ego (defeitos) e libertação da essência (virtudes)?
      Sinto um certo alívio quando você fala sobre a subida de Kundalini (me traz confiança), pois venho escutando a respeito disso a algum tempo, e estranhamente, tenho desconsiderado esta possibilidade.

      Digitei a descrição da representação de Cristo dos primeiros anos no Google e vi o Arcano IV (também não conheço Tarot), e junto havia explicação semelhante sobre signos e os Evangelhos, inclusive o desenho da Esfinge de Tebas.

      Isto da Igreja (Católica, concluo eu) adotar rituais, me lembrou uma história recente e que pode ser interessante. Próximo do natal do ano passado, o padre falou, algo do tipo, durante o sermão "Vocês não acham que dia 25 é o nascimento de Jesus, acham? Este é o dia da celebração do Deus Sol Romano e foi aproveitado o dia de festa para a celebração do nascimento de Jesus" eu fiquei de queixo caído com a confirmação vindo desta "direção" do que havia lido a alguns meses no Teoria da Conspiração

      Excluir
  13. Continuação.....
    Não Havia ainda um Cristo Crucificado, até que a Igreja, já bastante corrompida e envolvida na política e no mercantilismo não deixou de usar o recurso de copiar o Mito de Osíris, o Deus despedaçado em 14 pedaços (O Sol, Vulcano, Mercúrio, Vênus, Lua, Terra, Marte, Viela (O Planeta que explodiu por causa de sua humanidade corrupta e que existia entre Marte e Júpiter, agora existindo como cinturão de asteróides e que foi aproveitado como Judas Iscariotes (O SUICIDA), Júpiter, Saturno, Urano, Netuno, Plutão e o Planeta X (que deverá aparecer dentro do sistema solar quando a humanidade estiver melhor condicionada para assimilar sua vibração que é de amor, da mesma forma como Plutão, descoberto em 1930 representa a energia da Transformação que a humanidade vem experimentando desde aquela data de forma mais ativa). É interessante observar: Jesus também aparece como o Sol e seus Apóstolos como os doze planetas que compões o sistema solar, acrescendo que a história da vida de Jesus como Cristo é a mesma do Sol dentro do Zodíaco, pois nasce para o hemisfério Norte no início do INVERNO (25 de dezembro no Hemisfério) e tem de fugir do Frio que matava facilmente as crianças daquela época (o Frio na história é personalizado por Herodes que mandou matar as crianças nascidas durante o mês em que Jesus nasceu). Vemos na história que Jesus depois segue para um lugar mais quente (fuga de Maria e José para o Egito, Maria sentada num jumento tendo ao colo Jesus. Lá Jesus cresce Primavera (Três meses), torna-se viçoso (Verão) e começa a dar seus frutos durante os três anos de sua pregação (três meses do outono, isto é, quando os frutos são menores, porém mais doces!) seguindo-se sua morte (Inverno) e ressurreição depois de três dias (os três meses do Inverno, para voltar a fazer novamente toda a sua trajetória pelos céus, ou seja, “permanecendo conosco até a consumação dos séculos”, como prometeu. Mas quase tudo nos Evangelhos é ensinamento esotérico, desde a idade em que consumou sua obra (33 anos que representam as 33 vértebras que possuímos em nossa coluna vertebral até a coroa de espinhos que colocaram sobre sua cabeça para representar Kether (o Criador) que está acima do Homem.
    Mas, meu caro Juliano, o que vale no conhecimento do que está oculto nos Evangelhos é a vivência de seus ensinamentos, daí que a preocupação de saber se Jesus existiu como pessoa e se Maria era realmente donzela é realmente desconhecer as verdades apregoadas nestes dois símbolos da Sabedoria Divina, pois o Zodíaco conta muita coisa em detalhes, sendo que a maior parte do que revela está dentro de nós mesmos e nada fazemos para cumprir a frase: “Homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás o Universo e os Deuses”. Se você ler JOÃO e nas frases em que Jesus começa suas palavras afirmando, por exemplo, “EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA” e entender que neste Evangelho, antes de ocorrerem as modificações feitas posteriormente pelos Pais da Igreja, a frase era lida assim: “O “EU SOU” É O CAMINHO A VERDADE E A VIDA” irá entender muito melhor as mensagens do Evangelho, do conteúdo da Bíblia, das Cartas de Paulo, do Bhagavad Gita e de outros livros importantes, mas não sectários de ocultismo e encontrará também, com certeza, que o caminho do Adepto não é fazer “revoluções” de qualquer espécie em sua vida, mas ajudar na sua própria “evolução”, compreendendo (sem contestações simplórias) as Leis que regem o Universo e ajudando e se adequando as mesmas (“Natura non facit saltus”). Resumindo tudo, considero “Carta a um Maçom” do Marcelo Motta um trabalho maravilhoso pelas pesquisas que realizou para alicerçar seus argumentos bastante sólidos, mas volto a dizer, parafraseando Shakespeare: “Existem muito mais coisas entre o céu e a Terra do que a vã filosofia do homem pode avaliar”.
    Meu abraço
    Panyatara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante demais saber sobre os planetas, o "descobrimento" de Plutão, o Planeta X, muito legal!

      Dentro da Igreja Católica mesmo eu já ouvi que Jesus havia vivido alguns anos mais do que os 33 até a sua crucificação... acho que isso confirma (não que eu ache que precisa) o ensinamento esotérico do conto que viveu 33 anos.

      Acho que meu medo maior ao ler "Carta a um Maçom" é de que o ensinamento esotérico dos Evangelhos também tivessem sido alterados, se perdido, ou nem mesmo existido.

      Agradeço demais sua atenção,
      Juliano.

      Excluir
  14. Prezado Juliano:
    Ainda sobre a nossa conversa de ontem à noite, pediram que mandasse mais este recado para você :
    Considere que cada Evangelho representa um dos signos fixos do Evangelho (Matheus TOURO (Virilidade), Marcos LEÃO (Libido), Lucas ESCORPIÃO (retirada da Hidra de Lerna da lama) e João AQUÁRIO (Limpeza dos estábulos do Rei Augias). Relacione-os com os quatro elementos. Agora procure se ver frente a ESFINGE ( cabeça de um ser humano, corpo formado na frente semelhante ao do Leão, inclusive as patas e na parte posterior pelas ancas de um Touro, também incluindo as patas, e saindo da região do dorso asas de Ave de rapina. O recado é: "DECIFRA-ME OU TE DEVORO"
    Com meu abraço
    Panyatara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Panyatara,

      Sou curioso e por vezes detalhes (talvez os errados) me chamam atenção. Explico isso, pois em sua frase usou "...pediram que mandasse..." que indica plural, bem que eu gostaria de mais detalhes :) (ou seja, quem, quem, quem? rs)

      Acho que a Esfinge é uma representação dos 4 Evangelhos (4 elementos, acho que tem algo dos trabalhos de Hércules também), os ensinamentos daquele Rabi e devemos decifrá-los para que tenhamos as atitudes corretas (compaixão, tolerância, humildade, diligência, paciência, caridade, temperança, castidade, etc) e que assim poderemos evoluir, ou ficaremos estagnados e portanto, devorados.

      Caso minha resposta lhe indique que, apesar de todo o seu esforço, eu não entendi nada, por favor me avise que servirá de incentivo para mais estudos e reflexões :)

      Abraço,
      Juliano

      Excluir
    2. Prezado Juliano:
      Esclarecendo "...pediram que mandasse...": Ao acordar no dia imediato a que mandei sua resposta, me veio à cabeça que escrevesse o último tópico para complementar o que já tinha escrito anteriormente e como não gosto de duvidar deste tipo de ordens, escrevi tudo aquilo que estava no último trecho de nossa conversa. Acredito que as ordens tenham partido de amigos espirituais seus que, provavelmente querem incentivá-lo ao estudo, porque aquele final "DECIFRA-ME OU TE DEVORO" eu mesmo achei um pouco pesado, mas não pude negá-lo a você. Estude, mas pratique o bem, a caridade, visite doentes, vá a hospitais, seja tolerante e e procure compreender que cada um tem direito a ser o que é, mas, mesmo assim, procure ajudar sempre.
      Meu abraço
      Panyatara

      Excluir
    3. Sr. Panyatara,

      Muito obrigado por ter me entregado a mensagem e ainda me ajudado a entende-la melhor.
      Em breve o grupo em que estudo vai fazer visita a hospital ou asilo, e me passava pela cabeça abandonar o grupo (pelo motivo que meus horários não estão me permitindo frequenta-lo), já valeu o puxão de orelha.
      Ontem retomei a leitura de "Relatos de Belzebu a seu neto" (Gurdjieff), não pulei página, veja a coincidência (retirado das páginas 303 e 304):
      ".. Esfinge ... ela representava um ser alegórico cujo corpo planetário era constituído pelas diversas partes dos corpor planetários de uns ou de outros seres... torso de touro, esse torso repousava sobre as quatro patas de leão, sobre as costas estavam fixadas duas grandes asas de um poderoso ser-pássaro que eles chama águia... "
      Grande "coincidêcia" :)
      Abraço,
      Juliano.

      Excluir