Um pouco sobre mim

Minha foto

Tendo exercido atividades nas áreas de Administração de Bens, jornalismo, marketing, agricultura e mineração. Atualmente se dedica a produção de livros, tendo traduzido para o idioma português as obras: "Os Deuses Atômicos", "O Irmão Branco", "Fraternidade" e "AUM". É de sua autoria "O Livro da Lei para o Povo Suplicante". Pratica Astrologia Esotérica, ocultismo e exerce atividades como: escritor, palestrante e atividades sociais.

Idiomas

English French German Spain Italian Dutch Russian Hindi Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Um pouco sobre o Blog ...

Este Blog abrange todo o nosso aprendizado nestes 54 anos de estudos onde percorremos as escolas compreendidas pelo espiritismo, cristianismo, teosofia, budismo, zen-budismo, hinduísmo, rosa-crucianismo e gnose, não descurando da astrologia, astronomia e todas as ciências físicas com suas derivações.

sábado, 30 de janeiro de 2016

Resposta para uma estudante do livro Os Deuses Atômicos

"A humanidade é como uma pluma arrastada pelo vento, indo e vindo de um lado para outro, sem nenhum objetivo real em sua vida, salvo o de evitar as coisas desagradáveis que possam amargar seus prazeres. Quando, em sua prática, o estudante puder contemplar o presente do ponto de vista do futuro, verá quantas angústias e dores poderia o homem ter evitado para si e seus semelhantes, e ainda quantos campos estéreis existem no mundo que poderiam ser aproveitados."
"O Inimigo Secreto opera de tal forma que nos priva de todo entendimento ou inteligência que possam iluminar nossa mente, procurando converter cada homem em uma máquina igual a todas as demais, anulando, em sua mente, todo poder criativo. A mentalidade humana, assim mecanizada, fica modelada de tal forma, que somente serve para o automatismo mecânico, restringindo-se, dessa forma, o progresso futuro da raça; todo aquele que não esteja impregnado com a atividade do pensamento criador pertence a um mundo de átomos mortos. A máquina pode fazer do homem um ser útil aos demais e dar-lhe um sistema de vida são e limpo, porém o empobrece completamente no que diz respeito ao sentido de sua própria importância como uma unidade componente da grande Realidade."  
(Livro: Os Deuses Atômicos. Cap.: Átomos Destruidores, pág.: 47)

Corpo Astral


Prezada Estudante:
Por cortesia, meu irmão Rezende pediu que respondesse as suas questões, apenas considerando meu maior envolvimento com o livro em estudo. 
Sua primeira pergunta referente ao trecho da página 47/48 é muito oportuna quando sabemos que o livro, Os Deuses Atômicos foi editado em 1933 e já alertava para um perigo muito sutil para o desenvolvimento do ser humano, cujo propósito, no atual estado de evolução é desenvolver a mente, seu corpo mental, que necessita ser exercitado diariamente na busca de soluções para os problemas habituais da vida através do enfrentamento de situações que o levem a ser imaginativo e criativo, o que acontece muito pouco desde o advento da máquina. Cada vez mais o ser humano tem menor oportunidade de exercitamento mental, o que o embrutece psíquica e intelectualmente como ocorre atualmente, quando o celular (inventado em 1947) escraviza bilhões de seres humanos no mundo inteiro (que vivem agarrados ao seu celular até na hora de dormir) e a televisão, que estupidifica nossos neurônios por não permitir que criemos novos através da imaginação criativa, pois sempre nos apresenta mensagens já feitas, que não necessitam de uma "cerebração" maior para entender o que ela apresenta. Hoje a humanidade vive assolada pela máquina e, cada vez mais se torna infeliz e irritável, pois as indústrias precisam vender mais e mais seus produtos e os apelos da propaganda acabam enchendo nossas casas de automóveis e de quinquilharias que, aparentemente, nos trazem maior conforto, mas na verdade atoleimam nossa sensibilidade e nos afastam do convívio espiritual, que seria a grande busca a que a humanidade deveria estar atenta para realizar e, entretanto, não tem tempo de pensar nela. A revolução industrial foi um avanço espiritual maravilhoso para o ser humano, porque permitiu menor tempo de trabalho e o enriquecimento de possibilidades do homem tornar seu sistema de vida mais limpo e mais livre, não para ser aproveitado apenas sob o lado do “conforto”, mas também no melhor aproveitamento de seu tempo para se dedicar ao espiritual. Veja o caso da luz elétrica: com ela ganhamos dias mais longos que poderiam ser aproveitados exatamente para nosso estudo e desenvolvimento espiritual, mas, por falta de orientação, dedicamos as horas conquistadas para (a maioria dos seres humanos) para ir para os botequins ou assistir a televisão, outra invenção que poderia ser direcionada para a educação da humanidade e, entretanto, a maioria do tempo apresenta programas de baixa qualidade (naturalmente com raras exceções). O Mestre “M” no item mencionado não se coloca contra a máquina, porém tem o propósito de nos alertar para o mau uso da mesma, o que é flagrante hoje em nossas vidas. Em verdade o SER HUMANO PARECE UM AUTÔMATO, SEM VONTADE PRÓPRIA PARA SE LIBERTAR DO CARRO, DA TELEVISÃO, DO CELULAR E OUTROS ARTEFATOS QUE PROPORCIONAM CONFORTO que, embora se constituam um avanço para proporcionar a humanidade melhores condições de vida, objetivando mais tempo para o ser humano engalanar sua alma com o estudo, com a meditação e com uma vida social e religiosa mais consentânea aos seus valores reais, tornaram-se ferramentas das forças Qliphóticas, comandadas pelo Inimigo Secreto para “distrair” o ser humano de seus reais objetivos na face da Terra. Todo o avanço da ciência objetiva estabelecer a Verdadeira Religião na face da Terra, ou seja, o Conhecimento de Deus e sabemos que o homem só pode conhecer Deus através de si mesmo (Homem, conhece-te a ti mesmo e conheceras o Universo e os Deuses!). Pergunto: Quantas pessoas você conhece que deixariam de ver a novela das oito ou nove para estudar um livro como este que você está estudando? Será que em vez da telefonia não deveríamos desenvolver a telepatia? Será que não podemos aprender a desenvolver a terceira visão para entrar em contato com a vida Elemental que é paralela a nossa evolução no Planeta e muito mais rica em possibilidades de nos ensinar sobre a beleza da Mãe Natureza e da própria criação?
Se você observar bem em seu entorno vai perceber que as pessoas se portam como autômatos, programados a fazer isso ou aquilo sem saber muito bem porque procedem assim. É a Matrix e sair dela é um processo de observação diária até que nos tornamos um “Neo” como o do filme, cheio de poderes, a partir de quando passou a acreditar que podia mudar as coisas que estavam estabelecidas.
O importante da vida na face da Terra é nos reconhecermos perante a Matrix e nos tornarmos unidade componentes da Grande Realidade. Minha palavra para você é: OBSERVE, OBSERVE E OBSERVE. O caminho não é o da identificação com o material, mas compreendê-lo e tirar o melhor proveito dele. Nada está errado na criação; o problema é como utilizamos os valores da criação e, nisso me refiro aos avanços da Ciência nos vários campos em que ela nos traz cada dia mais e melhores informações para nosso proveito espiritual.
Como a resposta da primeira questão está muito grande, vou parar por aqui e responder o quesito seguinte num próximo correio.
Panyatara - 6/8/2013


Nenhum comentário:

Postar um comentário